terça-feira, 10 de setembro de 2013

Geração que querem ser

Olá, o meu nome é Cátia, e sou uma rapariga super normal, não sou de aderir a modas nem coisas do género. Não sigo a maioria, sigo apenas o que gosto. Como já toda a gente reparou, hoje em dia existem vários termos que definem uma pessoa. Há demasiados rótulos na nossa sociedade, é o que eu acho. Quando eu era pequena, com cerca de 10/11 anos, as únicas preocupações que tinha era se acordava a horas para ver os pokemóns de manhã, era brincar na rua até ser escuro e a minha mãe me mandar voltar para casa, era correr pela casa atrás do meu gato e chatear o bichinho até ele se fartar e me morder ou arranhar, era chatear a minha mãe nas feiras até ela me comprar pipocas ou qualquer coisa doce para eu ficar feliz, era cuidar do meu tamagotchi para que ele não morresse... Essas eram as minhas preocupações quando tinha essa idade. Agora olho à minha volta e reparo que as crianças que têm essa idade já não têm essas preocupações... Pensam apenas em formas de ter gostos no facebook, de serem populares entre os amigos, de terem o tal estilo a que chamam "swag", ter as tais roupas de marca que fazem com que os outros gostem e queiram ser como eles. Criou-se uma nova linguagem que nem eu entendo, quanto mais os pais dessas crianças.
Será possível que em 6 anos tanta coisa tenha mudado? Já não vejo miúdos na rua a brincar como eu fazia com os meus amigos... Vejo apenas raparigas super novas, a tentarem parecer mais velhas, a tentarem ser conhecidas e nem sempre pelos bons motivos. Para quê? Têm tanta necessidade de atenção, mas não têm consciência do ridículo que chegam a alcançar. Eu pergunto-me porquê? Porque é que querem que as pessoas tenham rótulos? Porque é que querem que se defina alguém pela a aparência?. Não consigo entender, mesmo que tente. Dito isto, pergunto... É esta a geração que querem ser?
Bolas, tenho 16 anos e neste espaço de tempo vi uma geração a mudar por completo. Eu sei que os tempos mudam, e que a evolução é precisa. Mas sinceramente, acham mesmo que isto é uma evolução? Eu não acho. Passar de uma sociedade livre para uma sociedade onde cada pessoa tem um rótulo pelo que aparenta ser e não pelo que é, não me parece ser uma evolução, mas sim um retrocesso na mentalidade das pessoas.
Gostava de mudar algumas opiniões ao falar sobre isto, mas sei que isso está longe de acontecer. Mas pronto, mais vale tarde que nunca, e tenho uma mínima esperança que esta gente acorde para a realidade e deixe estas tretas para trás. Uma mudança é sempre bem vinda, desde que seja para melhor.

Pronto, é só a minha opinião.
Beijinhos

Sem comentários :

Enviar um comentário