quinta-feira, 5 de setembro de 2013

"Diário da nossa paixão" - parte XVII


Se vai dar certo não sei, só sei que por enquanto está num bom caminho. Tenho falado com Ele, mais do que estava à espera no início das nossas conversas.
Ainda não sei ao certo se aquilo que estamos a construir vai permanecer, mas estou a tentar fazer tudo para que seja algo com futuro. Todo este tempo tenho tentado esconder os sentimentos que Ele disperta em mim, tenho tentado fugir, mas agora... Acho que já não consigo continuar a mentir a mim mesma. Sim, gosto dele, admito que Ele me faz sentir como nunca ninguém me fez sentir. Faz parecer tudo tão fácil.
Infelizmente, eu complico tudo. Sou a típica rapariga que pensa demasiado, apesar de não querer. Sou a típica rapariga que tem tudo para ser feliz, e mesmo assim hesita. Sou a típica rapariga que sorri com um simples olá e chora com um simples adeus. Sou a típica rapariga insegura, mas com imensa força de vontade. Sou a típica rapariga... Infelizmente sou. Mas isso nem sempre é mau. Ao perceber que sou assim, ganho uma certa coragem para tentar mudar. Quero começar a arriscar mais, quero agarrar a minha felicidade, em vez de a ver passar ao lado.
Vejo nele aquilo que me completa. Espero não ser burra para desperdiçar esta oportunidade que estou a ter.

(texto fictício)

Sem comentários :

Enviar um comentário