terça-feira, 16 de julho de 2013

"Diário da nossa paixão" - parte XIV


Já estou de volta a casa, infelizmente. O dia de ontem foi para aproveitar o máximo que conseguimos, pois foi o último... De dia estivemos a visitar vários sítios e à noite deram-nos liberdade para fazer o que nos apetecesse. Claro que fomos aproveitar a noite, à nossa maneira. Foi como que uma festa de despedida. De manhã estavamos todos com sono, sem vontade de voltar para casa, para as rotinas cansativas... Entrar num autocarro era tudo o que não calhava bem naquele momento, mas lá teve de ser.
A viagem foi um tanto ou quanto interessante. O estado de humor das pessoas era instável, visto que dormimos pouco. Tirando isso acho que não foi mau de todo. Agora tenho coisas para resolver, sim... Com Ele.
Ao contrário do que se passou lá durantes estes últimos dias, na viagem de regresso mal nos falámos, devido ao facto de ir-mos em lugares afastados um do outro. Passei parte da viagem a pensar no que tinha acontecido e no que se iria passar depois. Fiquei com medo que tudo aquilo não desse em nada. Não sabia o que é que ele pensava em relação a isso, portanto como sempre começei a imaginar tudo o que de mau podia haver. Ao ter pensamentos maus, acabei por ficar um pouco aborrecida e quando tive oportunidade de falar com ele, simplesmente não quis e dei a desculpa de que tinha sono. Ele percebeu que não estava tudo bem, por isso pediu para falar comigo. Disse-me que tudo aquilo não foi em vão e que tudo o que me disse foi sincero. Fiquei melhor depois dessa rápida conversa e deixei os meus pensamentos de lado.
Não referi, mas perdi o meu telemóvel na viagem, por isso estou incontactável. Ainda não me fez diferença, afinal de contas só cheguei a casa à umas horas atrás, por isso não noto a falta do telemóvel, a não ser porque agora mesmo que queira resolver algo com Ele, terá de ser pessoalmente. Enfim, depois penso nisso...
Vou ficar à espera para ver o que acontece. Amanhã infelizmente já tenho aulas, portanto tenho de ir dormir antes que se faça tarde. Ainda não desfiz as malas, mas sinceramente, vou deixar isso para amanhã, hoje estou muito cansada da viagem.
Até amanhã.

(texto fictício)

Sem comentários :

Enviar um comentário