quarta-feira, 17 de julho de 2013

colapso emocional

Sabes que estás mal quando os pensamentos não passam de energias negativas, quando a tua alma está cheia de mais com coisas desinteressantes que já não importam na tua vida, quando o teu espírito desiste de si mesmo e se entrega à escuridão dos dias, quando a única forma de te encontrares é estando no vazio... O teu corpo já não oferece resistência, simplesmente cai nos braços da velha rotina, deixa de ser condutor e passa a ser um mero passageiro, sem destino. No teu vazio encontras uma luz que outrora costumava brilhar, mais intensa que a luz do sol, mas que agora só cobre uma pequena região que não chega sequer para iluminar o chão que pisas. O teu coração está frio e apático, qualquer semelhança com um pedaço de papel em branco, é pura realidade. Ouves repetidamente frases que no passado te marcaram, te deixavam feliz, e que agora não passam de sussurros ao teu ouvido. Lembras velhos momentos, com esperança que te dêem forças, mas parece que toda a alegria que continham está fechada numa caixa, cuja chave não consegues encontrar.
É então aí que reparas que estás mal, e que de facto precisas de qualquer coisa que te puxe para cima, que te anime, que te devolva a vida, a alma, o espírito que sempre tiveste. Começas a riscar a folha em branco que refletia o teu coração, de forma desafiadora, não temes nada que te impeça de escrever o teu destino. Reanimaste o coração, estás de novo em ligação com a terra. Agarras as frases do passado, os sussurros, e colas palavra a palavra numa fotografia que te faça recordar e manter vivo o momento em que essa mesma frase foi dita. Vasculhas o mundo para encontrar a chave da caixa que contem toda a alegria que necessitas. Não perdes o ânimo e depois de encontrares as chave soltas cada energia positiva que se encontrava trancada, até não restar mais nada a não ser o cartão da miserável caixa. Depois de tudo isto, apercebes-te que tiveste um colapso emocional. Em pouco tempo deixaste o mundo para trás e colaboraste com a fraqueza, porém voltaste a reagir e deste a volta por cima.

Sem comentários :

Enviar um comentário